Schedules and Box Office
  •  
     
    SIMPLEX
    January 17, 2020
  • Programa
  • Friday
    21:30
    Main Room
    M6
    15 €
    Cartão Quadrilátero
    7,5 €
    ÓPERA CÓMICA MULTIMÉDIA

    Repórter Geneviève chega a Vila Velha do Pinheiro a meio do discurso fúnebre do presidente da junta, Amadeu Sobral – uma homenagem a uma personalidade local. A repórter aborda o presidente sobre os métodos revolucionários da junta – simplex. O autarca explica as virtualidades implantadas por ele, tão avançadas em termos tecnológicos para tão recôndita vila portuguesa. Tudo se deve à vinda de BJ, um americano que se rendeu aos encantos da serra e é adviser do presidente em todo o género de start-ups rurais e quejandos. O presidente convida a jornalista a conhecer a terra e os planos da autarquia. Geneviève vai-se rendendo aos encantos de V V do Pinheiro e a outros, que o coração não é de pedra. Telefonemas inoportunos, televisões avariadas, Cupidos confluem para uma cerimónia final. Viva o amor, viva o avanço tecnológico, viva Vila Velha do Pinheiro!  

    Libreto: Carlos Tê e José Topa  | Composição: Telmo Marques  | Encenação: António Durães | Intérpretes: Teresa Nunes (soprano), Miguel Leitão (tenor), Crispim Luz (clarinetista), Sérgio de A (pianista) E Susana Lima (violoncelista) | Direção Técnica e Desenho e Operação de Luz: Mariana Figueroa |Desenho e operação de Som: André Leite | Conceção do Projeto de Ilustração: Sara Feio | Animação e Mapeamento da Cenografia Digital: Hugo Mesquita | Figurinista: Rita Sá | Costureira: Cristina Miranda | Produção: Carlos Pinto | Divulgação: Joana de Belém | Teasers e imagem gráfica: Hugo Mesquita | Apoio à conceção de grafismo de materiais de divulgação: Cátia Lima | Registo vídeo e fotográfico: Luísa Freixo e Marta Figueroa
Friday
21:30
Main Room
M6
15 €
Cartão Quadrilátero
7,5 €
ÓPERA CÓMICA MULTIMÉDIA

Repórter Geneviève chega a Vila Velha do Pinheiro a meio do discurso fúnebre do presidente da junta, Amadeu Sobral – uma homenagem a uma personalidade local. A repórter aborda o presidente sobre os métodos revolucionários da junta – simplex. O autarca explica as virtualidades implantadas por ele, tão avançadas em termos tecnológicos para tão recôndita vila portuguesa. Tudo se deve à vinda de BJ, um americano que se rendeu aos encantos da serra e é adviser do presidente em todo o género de start-ups rurais e quejandos. O presidente convida a jornalista a conhecer a terra e os planos da autarquia. Geneviève vai-se rendendo aos encantos de V V do Pinheiro e a outros, que o coração não é de pedra. Telefonemas inoportunos, televisões avariadas, Cupidos confluem para uma cerimónia final. Viva o amor, viva o avanço tecnológico, viva Vila Velha do Pinheiro!  

Libreto: Carlos Tê e José Topa  | Composição: Telmo Marques  | Encenação: António Durães | Intérpretes: Teresa Nunes (soprano), Miguel Leitão (tenor), Crispim Luz (clarinetista), Sérgio de A (pianista) E Susana Lima (violoncelista) | Direção Técnica e Desenho e Operação de Luz: Mariana Figueroa |Desenho e operação de Som: André Leite | Conceção do Projeto de Ilustração: Sara Feio | Animação e Mapeamento da Cenografia Digital: Hugo Mesquita | Figurinista: Rita Sá | Costureira: Cristina Miranda | Produção: Carlos Pinto | Divulgação: Joana de Belém | Teasers e imagem gráfica: Hugo Mesquita | Apoio à conceção de grafismo de materiais de divulgação: Cátia Lima | Registo vídeo e fotográfico: Luísa Freixo e Marta Figueroa
Other shows
June 6, 2020 / Music
ADRIANA CALCANHOTTO (Adiamento)
MoreMore
All shows
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
The use of cookies at Teatro Circo de Braga’s website serves only to register the language chosen by the user and to verify if the user accepted the cookie. If you continue to use this website, it is assumed that you accept these cookies.