Schedules and Box Office
  •  
     
    ARCA OSTINATA
    September 23, 2022
  • Programa
  • Friday
    21:30
    Main Room
    M6
    15 €
    Cartão Quadrilátero
    7,5 €
    Buy ticket
     
    Book tickets
    Em estreia absoluta e data única em Portugal, Arca Ostinata é a mais recente e certamente uma das mais belas e majestosas criações de Nino Laisné. Ópera onírica para um único músico, ao mesmo tempo solista e seu próprio acompanhante, Arca Ostinata é uma ode à teorba. Uma teorba que sonha em ser um edifício; uma catedral de madeira que aos poucos se ergue em torno de seu intérprete para melhor o abraçar. Sob o ar de um retábulo, a arquitetura evoca as entranhas de um imenso instrumento. Na cavidade de suas ogivas incrustadas, uma roseta vertiginosa. Reminiscente dos bestiários que adornam instrumentos barrocos, pássaros fantásticos e outras quimeras parecem espreitar nas sombras, prontos para aparecer em todos os cantos. As caixas de ressonância atuam aqui como um espelho distorcido, refletindo as melodias da teorba em timbres alterados.

    Concepção, cenografia e direção musical: Nino Laisné | Teorba: Daniel Zapico | Som: Arthur Frick, Dionysios Papanikolaou e Mireille Faure | Luz: Jimmy Boury e Charlotte Gautier Van Tour | Gestão de construção e palco: Jean-Michel Sittler | Construção de cenário: Cena nacional de Besançon; Emmanuel Cèbe (direção técnica) Michel Petit, Gilles Girardet (carpinteiros) | Roseta (criação): Matéo Crémades | Marcenaria: Augustin Lacker | Escultura: Sean Dunbar | Figurinos: Aude Bretagne, Pierre-Yves Loup Forest, Caroline Dumoutiers e Nino Laisné
Friday
21:30
Main Room
M6
15 €
Cartão Quadrilátero
7,5 €
Buy ticket
 
Book tickets
Em estreia absoluta e data única em Portugal, Arca Ostinata é a mais recente e certamente uma das mais belas e majestosas criações de Nino Laisné. Ópera onírica para um único músico, ao mesmo tempo solista e seu próprio acompanhante, Arca Ostinata é uma ode à teorba. Uma teorba que sonha em ser um edifício; uma catedral de madeira que aos poucos se ergue em torno de seu intérprete para melhor o abraçar. Sob o ar de um retábulo, a arquitetura evoca as entranhas de um imenso instrumento. Na cavidade de suas ogivas incrustadas, uma roseta vertiginosa. Reminiscente dos bestiários que adornam instrumentos barrocos, pássaros fantásticos e outras quimeras parecem espreitar nas sombras, prontos para aparecer em todos os cantos. As caixas de ressonância atuam aqui como um espelho distorcido, refletindo as melodias da teorba em timbres alterados.

Concepção, cenografia e direção musical: Nino Laisné | Teorba: Daniel Zapico | Som: Arthur Frick, Dionysios Papanikolaou e Mireille Faure | Luz: Jimmy Boury e Charlotte Gautier Van Tour | Gestão de construção e palco: Jean-Michel Sittler | Construção de cenário: Cena nacional de Besançon; Emmanuel Cèbe (direção técnica) Michel Petit, Gilles Girardet (carpinteiros) | Roseta (criação): Matéo Crémades | Marcenaria: Augustin Lacker | Escultura: Sean Dunbar | Figurinos: Aude Bretagne, Pierre-Yves Loup Forest, Caroline Dumoutiers e Nino Laisné
Other shows
August 12, 2022 / Music
MÁQUINA DE GELADOS | FOGO FOGO
MoreMore
August 19, 2022 / Music
MÁQUINA DE GELADOS | FATOUMATA DIAWARA
MoreMore
August 22, 2022 / Movies
UM OUTRO MUNDO
MoreMore
All shows
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
The use of cookies at Teatro Circo de Braga’s website serves only to register the language chosen by the user and to verify if the user accepted the cookie. If you continue to use this website, it is assumed that you accept these cookies.