Schedules and Box Office
  •  
     
    A OUTRA MÃO DE CERVANTES
    October 10, 2017
  • Programa
  • Tuesday
    21:30
    M12
    10 €
    Cartão Quadrilátero
    5 €
    Buy ticket
     
    Book tickets
    Teatro La Fundición

    Realidade, humor, ironia e fantasia convivem num mesmo espaço sempre em movimento, como deixou dito Cervantes na carta de dedicatória a D. Pedro Fernandez de Andrade, Conde de Lemos, em Los trabalhos de Persiles y Segismunda, assinada dois dias antes de sua morte:  Nossas almas, como tu bem sabes e como aqui me ensinaram, sempre estão em contínuo movimento… Nesta vida os desejos são in­finitos e uns encandeiam-se noutros e se ligam e vão formando uma cadeia que talvez chegue ao céu como tal se suma no inferno. Em Setembro de 1597, dezanove anos antes de sua morte, Cervantes é encarcerado no Cárcel Real de Sevilla, aquela em que, segundo declara no prólogo, engendra Don Quijote de La Mancha. Este momento de quietude, de solidão, é o que elegemos para fazer esta dramaturgia. Como sombras e recuerdos aparecem situações, personagens debates interiores; um percurso por sua vida e seus personagens. Uma aproximação ao espectador de 2016 da ­gura mais importante da literatura espanhola. Porque…“En esta tierra de Iberia / el tener cara no es caro / el honrado un bicho raro / y la justicia una feria”

    PEDRO ÁLVAREZ-OSSORIO

    Direção: Pedro Álvarez-Ossorio | Direção musical: Santi Martinez | Elenco: Sebastián Haro, Jasio Velasco (viola) e Carmen Garcia Moreno (violoncelo) | Cenografia­:  Vicente Palacios | Figurinos: Margarita Ruesca | Assistente de direção: Ana Álvarez-Ossório | Desenho de iluminação: Carmen Mori | Criação vídeo: Aquiles Media | Direção de produção: Marina Rodriguez

    Duração prevista:1h15

    Promotor: Companhia de Teatro de Braga
Tuesday
21:30
M12
10 €
Cartão Quadrilátero
5 €
Buy ticket
 
Book tickets
Teatro La Fundición

Realidade, humor, ironia e fantasia convivem num mesmo espaço sempre em movimento, como deixou dito Cervantes na carta de dedicatória a D. Pedro Fernandez de Andrade, Conde de Lemos, em Los trabalhos de Persiles y Segismunda, assinada dois dias antes de sua morte:  Nossas almas, como tu bem sabes e como aqui me ensinaram, sempre estão em contínuo movimento… Nesta vida os desejos são in­finitos e uns encandeiam-se noutros e se ligam e vão formando uma cadeia que talvez chegue ao céu como tal se suma no inferno. Em Setembro de 1597, dezanove anos antes de sua morte, Cervantes é encarcerado no Cárcel Real de Sevilla, aquela em que, segundo declara no prólogo, engendra Don Quijote de La Mancha. Este momento de quietude, de solidão, é o que elegemos para fazer esta dramaturgia. Como sombras e recuerdos aparecem situações, personagens debates interiores; um percurso por sua vida e seus personagens. Uma aproximação ao espectador de 2016 da ­gura mais importante da literatura espanhola. Porque…“En esta tierra de Iberia / el tener cara no es caro / el honrado un bicho raro / y la justicia una feria”

PEDRO ÁLVAREZ-OSSORIO

Direção: Pedro Álvarez-Ossorio | Direção musical: Santi Martinez | Elenco: Sebastián Haro, Jasio Velasco (viola) e Carmen Garcia Moreno (violoncelo) | Cenografia­:  Vicente Palacios | Figurinos: Margarita Ruesca | Assistente de direção: Ana Álvarez-Ossório | Desenho de iluminação: Carmen Mori | Criação vídeo: Aquiles Media | Direção de produção: Marina Rodriguez

Duração prevista:1h15

Promotor: Companhia de Teatro de Braga
Other shows
August 21, 2017 / Movies
DUAS MULHERES, UM ENCONTRO
MoreMore
August 23, 2017 / Others
Oficinas de Verão | Joalharia no Theatro
MoreMore
August 25, 2017 / Music
La Dame Blanche
MoreMore
All shows
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud