Agenda e Bilheteira
  •  
     
    THE LONELY TASKS
    29 de Novembro 2019
  • Programa
  • Sexta
    21:30
    Pequeno Auditório
    M12
    5 €
     
    PALCOS INSTÁVEIS - SEGUNDA CASA

    The Lonely Tasks é uma série de estudos onde pretendo explorar e documentar a utilidade performativa do meu corpo. Proponho-me tarefas simples, já por mim apreendidas, inseridas num ambiente asséptico, para que o meu corpo reaja e se exiba por si mesmo: o jantar, a limpeza, os cuidados da pele, o tricô, a atividade física, a caça, entre outras. Olhando para a performance como um sistema dinâmico, foco-me na relação com o público/observador e procuro estar e entender esta interdependência: performer-público; performer-espaço; performer-tempo, etc. Esta é uma peça duracional, que parte de um menu de tarefas pré-definido. A forma e a narrativa como estas são executadas dependem dos espaços e tempos de apresentação”. (Mara Andrade)

    Conceção, Cenografia e Interpretação: Mara Andrade | Figurinos: Mara Andrade e João Rôla | Fotografia e Vídeo: Cláudia Machado | Som: Miguel Ramos  | Operação de Luz: Luís Ribeiro | Aconselhamento Artístico: Chef Hugo Dunkel| Aconselhamento Artístico: João Dias  | Produção: Pensamento Avulso – aap | Coprodução: Teatro Municipal do Porto |
    Parceiros (residência e projeto piloto): Companhia Instável e Espaço Mira Artes Performativas
    A Companhia Instável é apoiada pela República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes e pelo programa 'Bolsas para a formação GDA'. 


Sexta
21:30
Pequeno Auditório
M12
5 €
 
PALCOS INSTÁVEIS - SEGUNDA CASA

The Lonely Tasks é uma série de estudos onde pretendo explorar e documentar a utilidade performativa do meu corpo. Proponho-me tarefas simples, já por mim apreendidas, inseridas num ambiente asséptico, para que o meu corpo reaja e se exiba por si mesmo: o jantar, a limpeza, os cuidados da pele, o tricô, a atividade física, a caça, entre outras. Olhando para a performance como um sistema dinâmico, foco-me na relação com o público/observador e procuro estar e entender esta interdependência: performer-público; performer-espaço; performer-tempo, etc. Esta é uma peça duracional, que parte de um menu de tarefas pré-definido. A forma e a narrativa como estas são executadas dependem dos espaços e tempos de apresentação”. (Mara Andrade)

Conceção, Cenografia e Interpretação: Mara Andrade | Figurinos: Mara Andrade e João Rôla | Fotografia e Vídeo: Cláudia Machado | Som: Miguel Ramos  | Operação de Luz: Luís Ribeiro | Aconselhamento Artístico: Chef Hugo Dunkel| Aconselhamento Artístico: João Dias  | Produção: Pensamento Avulso – aap | Coprodução: Teatro Municipal do Porto |
Parceiros (residência e projeto piloto): Companhia Instável e Espaço Mira Artes Performativas
A Companhia Instável é apoiada pela República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes e pelo programa 'Bolsas para a formação GDA'. 


Outros espetáculos
13 a 15 de Dezembro 2019 / Outros
ZWÄI
Ver maisVer mais
16 de Dezembro 2019 / Cinema
A HERDADE
Ver maisVer mais
17 de Dezembro 2019 / Outros
OFICINA DE NATAL - 'PERSONAGENS'
Ver maisVer mais
Ver todos os espetáculos
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
O Theatro Circo de Braga, S.A., usa cookies no seu site apenas para registo do idioma selecionado pelo utilizador e para verificar se o utilizador aceitou a cookie. Se continuares a usar este site, assumimos que aceitas de bom grado estas cookies.