Agenda e Bilheteira
  •  
     
    O BARBEIRO DE SEVILHA
    27 de Março 2019
  • Programa
  • Quarta - 11:00
    Quarta - 15:00
    Pequeno Auditório
    M3
    Sessões para público escolar
     
    Dia Mundial do Teatro

    Companhia de Teatro de Almada

    Quinze anos depois de ter estreado um espetáculo com o mesmo nome, inspirado na mais célebre das óperas de Rossini, Teresa Gafeira regressa a “O Barbeiro de Sevilha” com um novo olhar. Tal como em 2001, assistimos à récita que decorre num teatrinho de fantoches, com os bonecos a fazerem as vezes dos cantores líricos e com os atores de carne e osso a interpretarem os técnicos do teatro. No entanto, agora, em vez de o cenário reproduzir o Teatro de S. Carlos, para este espetáculo foi projetada uma miniatura da Sala Principal. A vontade de despertar a imaginação e a sensibilidade musical dos mais novos, essa, continua a mesma.

    Intérpretes: André Alves, Isac Graça e Vera Santana | Cenografia: Manuel Graça Dias e Egas José Vieira | Bonecos e figurinos: Pedro Proença | Execução de bonecos e dos adereços: António Canelas | Execução de figurinos: Rosário Balbi | Operação de Luz e Som: Paulo Horta   

    Duração prevista: 50 minutos
    Promotor: Companhia de Teatro de Braga


    A CTB, O DIA MUNDIAL DO TEATRO e a TRAGÉDIA EM MOÇAMBIQUE

    O Teatro, a criação teatral, a arte do teatro assentará sempre na relação com o Outro. A interpretação do Outro, como instrumento para o conhecimento do Eu. Essa é a força do Teatro. O que o faz vivo e perene. Sempre efémero e logo renascente. Diverte e assusta. Não teme. Mata mas Não morre. A Arte do Teatro é ontologicamente a arte do compromisso. Com o Homem, com a sociedade. Com a polis. Com a Terra. Desde a tragédia grega que sabemos que os deuses nunca nos permitirão os seus voos. Mas nunca, como hoje, estivemos tão perto da tragédia, mais profunda e mais humana. Sim, é no teatro que se aprende que não controlamos o Destino. E que o nosso fado está determinado à nascença. É essa consciência que nos faz mais humanos, e às vezes mais acutilantes e outras mais resistentes (ou resilientes?) A CTB vai Comemorar o Dia Mundial do Teatro sob o lema da Tragédia. Mas da verdadeira tragédia.Moçambique está a viver por estes dias, todos os anos e consequências de, uma qualquer infindável Guerra de Tróia. Fruto de deuses, humanos e mitológicos.É com os olhos no Povo Moçambicano que estaremos na Comemoração do Dia Mundial do Teatro. É ali, no corpo e nos olhos, que a tragédia nos consome. E que a Palavra, também verbalizada em português nos silencia.Numa colaboração estreita e solidária com a Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, com o Teatro Circo, com a InvestBraga, com o Município, através do seu Pelouro da Cultura. E pedindo o mesmo apoio solidário a todos os nossos parceiros e empresas, demais instituições e a todos os cidadãos, que nos ajudem a fazer das Comemorações do Dia Mundial do Teatro, uma fraternal acção de solidariedade, para com Moçambique e o seu Povo. 

    Convidamo-vos a assistir nos dias 26 e 27 pelas 21.30h ao espectáculo A ANTIGA MULHER, pela companhia de Teatro de Braga e no dia 27, pelas 11h e pelas 15h ao espectáculo para a infância O BARBEIRO DE SEVILHA pela Companhia de Teatro de Almada. No dia 27, pelas 18 horas terá lugar a sessão pública, no Salão Nobre do Teatro Circo, de assinatura do protocolo de apoio Mecenático à CTB por parte da DST Group. E antes do espectáculo A ANTIGA MULHER será lida a Mensagem do Dia Mundial do Teatro, pelo actor moçambicano Rogério Boane.

    O ingresso para qualquer uma destas apresentações terá o custo de 5€ e reverterá integralmente para o apoio à Tragédia em Moçambique, através da Cruz Vermelha.

    CONTAMOS COM TODOS.
Quarta - 11:00
Quarta - 15:00
Pequeno Auditório
M3
Sessões para público escolar
 
Dia Mundial do Teatro

Companhia de Teatro de Almada

Quinze anos depois de ter estreado um espetáculo com o mesmo nome, inspirado na mais célebre das óperas de Rossini, Teresa Gafeira regressa a “O Barbeiro de Sevilha” com um novo olhar. Tal como em 2001, assistimos à récita que decorre num teatrinho de fantoches, com os bonecos a fazerem as vezes dos cantores líricos e com os atores de carne e osso a interpretarem os técnicos do teatro. No entanto, agora, em vez de o cenário reproduzir o Teatro de S. Carlos, para este espetáculo foi projetada uma miniatura da Sala Principal. A vontade de despertar a imaginação e a sensibilidade musical dos mais novos, essa, continua a mesma.

Intérpretes: André Alves, Isac Graça e Vera Santana | Cenografia: Manuel Graça Dias e Egas José Vieira | Bonecos e figurinos: Pedro Proença | Execução de bonecos e dos adereços: António Canelas | Execução de figurinos: Rosário Balbi | Operação de Luz e Som: Paulo Horta   

Duração prevista: 50 minutos
Promotor: Companhia de Teatro de Braga


A CTB, O DIA MUNDIAL DO TEATRO e a TRAGÉDIA EM MOÇAMBIQUE

O Teatro, a criação teatral, a arte do teatro assentará sempre na relação com o Outro. A interpretação do Outro, como instrumento para o conhecimento do Eu. Essa é a força do Teatro. O que o faz vivo e perene. Sempre efémero e logo renascente. Diverte e assusta. Não teme. Mata mas Não morre. A Arte do Teatro é ontologicamente a arte do compromisso. Com o Homem, com a sociedade. Com a polis. Com a Terra. Desde a tragédia grega que sabemos que os deuses nunca nos permitirão os seus voos. Mas nunca, como hoje, estivemos tão perto da tragédia, mais profunda e mais humana. Sim, é no teatro que se aprende que não controlamos o Destino. E que o nosso fado está determinado à nascença. É essa consciência que nos faz mais humanos, e às vezes mais acutilantes e outras mais resistentes (ou resilientes?) A CTB vai Comemorar o Dia Mundial do Teatro sob o lema da Tragédia. Mas da verdadeira tragédia.Moçambique está a viver por estes dias, todos os anos e consequências de, uma qualquer infindável Guerra de Tróia. Fruto de deuses, humanos e mitológicos.É com os olhos no Povo Moçambicano que estaremos na Comemoração do Dia Mundial do Teatro. É ali, no corpo e nos olhos, que a tragédia nos consome. E que a Palavra, também verbalizada em português nos silencia.Numa colaboração estreita e solidária com a Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, com o Teatro Circo, com a InvestBraga, com o Município, através do seu Pelouro da Cultura. E pedindo o mesmo apoio solidário a todos os nossos parceiros e empresas, demais instituições e a todos os cidadãos, que nos ajudem a fazer das Comemorações do Dia Mundial do Teatro, uma fraternal acção de solidariedade, para com Moçambique e o seu Povo. 

Convidamo-vos a assistir nos dias 26 e 27 pelas 21.30h ao espectáculo A ANTIGA MULHER, pela companhia de Teatro de Braga e no dia 27, pelas 11h e pelas 15h ao espectáculo para a infância O BARBEIRO DE SEVILHA pela Companhia de Teatro de Almada. No dia 27, pelas 18 horas terá lugar a sessão pública, no Salão Nobre do Teatro Circo, de assinatura do protocolo de apoio Mecenático à CTB por parte da DST Group. E antes do espectáculo A ANTIGA MULHER será lida a Mensagem do Dia Mundial do Teatro, pelo actor moçambicano Rogério Boane.

O ingresso para qualquer uma destas apresentações terá o custo de 5€ e reverterá integralmente para o apoio à Tragédia em Moçambique, através da Cruz Vermelha.

CONTAMOS COM TODOS.
Outros espetáculos
19 de Novembro 2019 / Teatro
O CEREJAL
Ver maisVer mais
22 e 23 de Novembro 2019 /
VELHⒶS
Ver maisVer mais
23 de Novembro 2019 / Outros
Filme-concerto Tresor&Bosxh
Ver maisVer mais
Ver todos os espetáculos
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
O Theatro Circo de Braga, S.A., usa cookies no seu site apenas para registo do idioma selecionado pelo utilizador e para verificar se o utilizador aceitou a cookie. Se continuares a usar este site, assumimos que aceitas de bom grado estas cookies.