Agenda e Bilheteira
  •  
     
    CONCERTO COMEMORATIVO DO 50º ANIVERSÁRIO DA UNIVERSIDADE DO MINHO
    17 de Fevereiro 2024
  • Programa
  • Sábado
    21:30
    Sala Principal
    M6
    Concerto Comemorativo do 50º Aniversário da Universidade do Minho
    Orquestra e Coro do Departamento de Música da Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas. 


    É a mais afamada de todas as Sinfonias e documentação alega que já enquanto jovem Beethoven ambicionava traduzir a Ode à Alegria, de Schiller, em música. Escrita em 1823, é precisamente no seu último trabalho sinfónico completo que o faz, mais concretamente no derradeiro andamento, onde confronta todo o lado enérgico-trágico dos dramas das guerras e dos inerentes mundos de insondáveis tristezas, com a profunda alegria final, onde tudo se transfigura em forte expectação e esperança. 

    Já Hector Berlioz considerava a Sinfonia n.º 9 de Beethoven o “ápice do génio do seu autor”. O intrínseco vigor da obra promove-a, definitivamente, como marca da mais indelével atitude na produção sinfónica de todos os tempos. Como alguém um dia disse, Beethoven assim expressa “a vontade de liberdade, o anseio democrático do povo”. 
     
    Maestro Vítor de Matos 
    Duração 90’ 
    Promotor Universidade do Minho 

Sábado
21:30
Sala Principal
M6
Concerto Comemorativo do 50º Aniversário da Universidade do Minho
Orquestra e Coro do Departamento de Música da Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas. 


É a mais afamada de todas as Sinfonias e documentação alega que já enquanto jovem Beethoven ambicionava traduzir a Ode à Alegria, de Schiller, em música. Escrita em 1823, é precisamente no seu último trabalho sinfónico completo que o faz, mais concretamente no derradeiro andamento, onde confronta todo o lado enérgico-trágico dos dramas das guerras e dos inerentes mundos de insondáveis tristezas, com a profunda alegria final, onde tudo se transfigura em forte expectação e esperança. 

Já Hector Berlioz considerava a Sinfonia n.º 9 de Beethoven o “ápice do génio do seu autor”. O intrínseco vigor da obra promove-a, definitivamente, como marca da mais indelével atitude na produção sinfónica de todos os tempos. Como alguém um dia disse, Beethoven assim expressa “a vontade de liberdade, o anseio democrático do povo”. 
 
Maestro Vítor de Matos 
Duração 90’ 
Promotor Universidade do Minho 

Outros espetáculos
25 de Abril 2024 / Música
Sessão Evocativa dos 50 Anos do 25 Abril
Ver maisVer mais
26 e 27 de Abril 2024 / Música
XXXIII FITU BRACARA AVGVSTA - Tuna Universitária do Minho
Ver maisVer mais
30 de Abril 2024 / Música
LLOYD COLE
Ver maisVer mais
Ver todos os espetáculos
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
O Teatro Circo de Braga, EM, S.A. usa cookies no seu site apenas para registo do idioma selecionado pelo utilizador e para verificar se o utilizador aceitou a cookie. Se continuares a usar este site, assumimos que aceitas de bom grado estas cookies.