Agenda e Bilheteira
  •  
     
    O SALTO - Tiago Correia / A Turma
    26 de Janeiro 2024
  • Programa
  • Sexta
    21:30
    Sala Principal
    M16
    15€
    Cartão Quadrilátero
    7,5€
    O Salto - Tiago Correia / A Turma

    Acessibilidade Língua Gestual Portuguesa 

    No início dos anos 70, um grupo de jovens debate-se pela sobrevivência, numa acidentada tentativa de emigração clandestina. Um jovem, envolvido em esquemas, endividado e perseguido, faz-se de passador para explorar o grupo que, como ele, mas por diferentes motivos, atravessa a fronteira a salto. Depois de uma perseguição policial, um trágico acidente de carro acabará por colocarem risco os que confiaram na sua palavra. Gravemente feridos e nas malhas de uma busca policial, terão de fazer escolhas difíceis sobre quem segue em frente e quem fica para trás.  

    O Salto é um projeto de investigação e dramaturgia original sobre a emigração portuguesa nos anos 60/70, que pretende levantar o véu a um período da história recente que permanece um tabu – pela miséria e obscurantismo em que se vivia, pela opressão da ditadura ou porque invoca o tema dissidente da deserção à guerra colonial. Um drama inspirado em testemunhos reais para registar e desconstruir memórias vivas da história portuguesa e construir uma trágica situação limite, que impele as personagens, na luta por melhores condições devida, a enfrentarem a própria morte e a revelarem as contradições mais profundas da natureza humana. 
     

    Texto original e encenação Tiago Correia
    Interpretação Francisca Sobrinho, Francisco Pereira de Almeida, Teresa Mello e Sampayo, Zé Ribeiro, Sofia Vilariço e André Júlio Teixeira
    Cenografia Ana Gormicho
    Desenho de Figurinos Sara Miro
    Desenho de Luz Pedro Nabais
    Realização e Desenho de Vídeo Francisco Lobo e Pedro Carvalhinho
    Música Original André Júlio Turquesa
    Desenho de som Vasco Zentzua
    Operação de Luz Luís Silva
    Operação de Som Mariana Guedelha
    Desenho de caracterização Blue
    Assistência à construção Alya Ana Lopes
    Pré-produção (criação) Diana Estrela
    Direção de Produção Inês Arinto
    Direção de Comunicação Ana Rita Rodrigues
    Design de Comunicação Francisco Ribeiro

    Língua Gestual Portuguesa CTILG

    Duração 90’ 

    Apoio à divulgação Antena 2
    Apoio República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes. RTCP – Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses

  • Acessibilidade
  • Língua Gestual Portuguesa 

    O texto deste espetáculo será interpretado em Língua Gestual Portuguesa (LGP). É a língua através da qual grande parte da comunidade surda em Portugal (cerca de 30.000 pessoas) comunica entre si. A expressão 'língua gestual' refere-se à língua materna de uma comunidade de surdos. As línguas gestuais são línguas naturais, que surgem e se desenvolvem naturalmente, como as línguas orais. É produzida pelos movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais.

    Procuramos que a interpretação em palco seja acessível, da forma mais integrada em cena possível. Alertamos que, em algumas sessões, a pessoa a interpretar em LGP poderá estar situada numa das laterais do palco, tendo em conta as características do espetáculo. 
Sexta
21:30
Sala Principal
M16
15€
Cartão Quadrilátero
7,5€
O Salto - Tiago Correia / A Turma

Acessibilidade Língua Gestual Portuguesa 

No início dos anos 70, um grupo de jovens debate-se pela sobrevivência, numa acidentada tentativa de emigração clandestina. Um jovem, envolvido em esquemas, endividado e perseguido, faz-se de passador para explorar o grupo que, como ele, mas por diferentes motivos, atravessa a fronteira a salto. Depois de uma perseguição policial, um trágico acidente de carro acabará por colocarem risco os que confiaram na sua palavra. Gravemente feridos e nas malhas de uma busca policial, terão de fazer escolhas difíceis sobre quem segue em frente e quem fica para trás.  

O Salto é um projeto de investigação e dramaturgia original sobre a emigração portuguesa nos anos 60/70, que pretende levantar o véu a um período da história recente que permanece um tabu – pela miséria e obscurantismo em que se vivia, pela opressão da ditadura ou porque invoca o tema dissidente da deserção à guerra colonial. Um drama inspirado em testemunhos reais para registar e desconstruir memórias vivas da história portuguesa e construir uma trágica situação limite, que impele as personagens, na luta por melhores condições devida, a enfrentarem a própria morte e a revelarem as contradições mais profundas da natureza humana. 
 

Texto original e encenação Tiago Correia
Interpretação Francisca Sobrinho, Francisco Pereira de Almeida, Teresa Mello e Sampayo, Zé Ribeiro, Sofia Vilariço e André Júlio Teixeira
Cenografia Ana Gormicho
Desenho de Figurinos Sara Miro
Desenho de Luz Pedro Nabais
Realização e Desenho de Vídeo Francisco Lobo e Pedro Carvalhinho
Música Original André Júlio Turquesa
Desenho de som Vasco Zentzua
Operação de Luz Luís Silva
Operação de Som Mariana Guedelha
Desenho de caracterização Blue
Assistência à construção Alya Ana Lopes
Pré-produção (criação) Diana Estrela
Direção de Produção Inês Arinto
Direção de Comunicação Ana Rita Rodrigues
Design de Comunicação Francisco Ribeiro

Língua Gestual Portuguesa CTILG

Duração 90’ 

Apoio à divulgação Antena 2
Apoio República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes. RTCP – Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses

Língua Gestual Portuguesa 

O texto deste espetáculo será interpretado em Língua Gestual Portuguesa (LGP). É a língua através da qual grande parte da comunidade surda em Portugal (cerca de 30.000 pessoas) comunica entre si. A expressão 'língua gestual' refere-se à língua materna de uma comunidade de surdos. As línguas gestuais são línguas naturais, que surgem e se desenvolvem naturalmente, como as línguas orais. É produzida pelos movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais.

Procuramos que a interpretação em palco seja acessível, da forma mais integrada em cena possível. Alertamos que, em algumas sessões, a pessoa a interpretar em LGP poderá estar situada numa das laterais do palco, tendo em conta as características do espetáculo. 
Outros espetáculos
5 de Maio 2024 / Teatro
Braga En'Cena: O Aniversário do Casamento III - Nova Comédia Bracarense
Ver maisVer mais
18 de Maio 2024 / Teatro
CTB: A sorte que tivemos! – Um espectáculo sobre Abril - Companhia de Teatro de Almada
Ver maisVer mais
24 e 25 de Maio 2024 / Teatro
Fado Alexandrino
Ver maisVer mais
Ver todos os espetáculos
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
O Teatro Circo de Braga, EM, S.A. usa cookies no seu site apenas para registo do idioma selecionado pelo utilizador e para verificar se o utilizador aceitou a cookie. Se continuares a usar este site, assumimos que aceitas de bom grado estas cookies.