Agenda e Bilheteira
  •  
     
    Semibreve 2021 - 29 Outubro
    29 de Outubro 2021
  • Programa
  • Sexta
    21:30
    Sala Principal
    M12
    Bilhete diário: 15 € | Passe geral: 42€
     
    Passe Geral - Comprar

    Zeena Parkins + André Gonçalves
    21h30

    Ainda olhamos para Zeena Parkins como uma dotada harpista, mas há muito que a norte-americana colocou aspas neste instrumento, subvertendo os seus limites físicos e sonoros, tal como as transformações radicais impostas ao piano por John Cage. E, de facto, Parkins não circunscreve a composição apenas às potencialidades da harpa: piano e, muitas vezes, objetos sonoros inventados percorrem as muitas alíneas das leis do som, desafiando texturas, cores, ressonâncias, frequências que lhe comandam a escrita sonora e o modo como espontaneamente reage ao que acontece. Não é então por acaso que ao longo destas décadas coleciona colaborações e encomendas de renome, e não é menos por acaso que aceitou mais um desafio para criar com André Gonçalves uma estreia para o Festival Semibreve. Do lado português, a eletrónica — vinda do computador e dos modulares — reagindo ao que Zeena Parkins diz e imaginando um terreno de múltiplas partículas ambientais eletroacústicas. Dois músicos habituais a ouvir o outro, a criar com o outro, dispostos a partilhar tudo isto com o público.


    Klara Lewis + Nik Void + Pedro Maia
    22h50

    Seria invulgar esperar que Klara Lewis e Nik Void não se encontrassem num palco. Primeiro, partilhando os cartazes de concertos e festivais, depois, fazendo música em conjunto. Após uma primeira encarnação em duo, que acabou por não criar muitas oportunidades de se mostrar, o Festival Semibreve voltou a juntá-las numa residência em 2020 para retomarem o trabalho, afinarem a missão e projetarem o seu duo para o futuro. A duas músicas ocupam um espaço de suprema cordialidade onde prolifera um respeito imenso pela criação artística de uma e de outra. De um lado, Klara Lewis opera um ambientalismo com músculo industrial, repleto de refrações luminosas e detalhes eletrónicos surpreendentes. No outro lado do palco, Nik Void traz-nos eletrónica modular adaptável e sinuosa, em constante promessa de ritmo. No grande ecrã, Pedro Maia, realizador e artista visual, como terceiro vértice do projeto, entregar-nos-á a luz que precisamos para criarmos a imagem certa deste concerto.
Sexta
21:30
Sala Principal
M12
Bilhete diário: 15 € | Passe geral: 42€
 
Passe Geral - Comprar

Zeena Parkins + André Gonçalves
21h30

Ainda olhamos para Zeena Parkins como uma dotada harpista, mas há muito que a norte-americana colocou aspas neste instrumento, subvertendo os seus limites físicos e sonoros, tal como as transformações radicais impostas ao piano por John Cage. E, de facto, Parkins não circunscreve a composição apenas às potencialidades da harpa: piano e, muitas vezes, objetos sonoros inventados percorrem as muitas alíneas das leis do som, desafiando texturas, cores, ressonâncias, frequências que lhe comandam a escrita sonora e o modo como espontaneamente reage ao que acontece. Não é então por acaso que ao longo destas décadas coleciona colaborações e encomendas de renome, e não é menos por acaso que aceitou mais um desafio para criar com André Gonçalves uma estreia para o Festival Semibreve. Do lado português, a eletrónica — vinda do computador e dos modulares — reagindo ao que Zeena Parkins diz e imaginando um terreno de múltiplas partículas ambientais eletroacústicas. Dois músicos habituais a ouvir o outro, a criar com o outro, dispostos a partilhar tudo isto com o público.


Klara Lewis + Nik Void + Pedro Maia
22h50

Seria invulgar esperar que Klara Lewis e Nik Void não se encontrassem num palco. Primeiro, partilhando os cartazes de concertos e festivais, depois, fazendo música em conjunto. Após uma primeira encarnação em duo, que acabou por não criar muitas oportunidades de se mostrar, o Festival Semibreve voltou a juntá-las numa residência em 2020 para retomarem o trabalho, afinarem a missão e projetarem o seu duo para o futuro. A duas músicas ocupam um espaço de suprema cordialidade onde prolifera um respeito imenso pela criação artística de uma e de outra. De um lado, Klara Lewis opera um ambientalismo com músculo industrial, repleto de refrações luminosas e detalhes eletrónicos surpreendentes. No outro lado do palco, Nik Void traz-nos eletrónica modular adaptável e sinuosa, em constante promessa de ritmo. No grande ecrã, Pedro Maia, realizador e artista visual, como terceiro vértice do projeto, entregar-nos-á a luz que precisamos para criarmos a imagem certa deste concerto.
Outros espetáculos
5 de Dezembro 2021 / Música
Concerto de S. Geraldo - 'Grandes Clássicos de Orquestra'
Ver maisVer mais
6 de Dezembro 2021 / Cinema
O Amigo da Minha Amiga
Ver maisVer mais
9 e 10 de Dezembro 2021 / Teatro
UM DOIS TRÊS!
Ver maisVer mais
Ver todos os espetáculos
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
O Theatro Circo de Braga, S.A., usa cookies no seu site apenas para registo do idioma selecionado pelo utilizador e para verificar se o utilizador aceitou a cookie. Se continuares a usar este site, assumimos que aceitas de bom grado estas cookies.