Agenda e Bilheteira
  •  
     
    SPETTRI
    23 e 24 de Setembro 2020
  • Programa
  • Quarta e Quinta
    21:30
    Sala Principal
    M12
    10 €
    Cartão Quadrilátero
    5 €

    24 de setembro, 15h00 - Sessão para público escolar

    Companhia de Teatro de Braga

    Uma casa de homens ausentes. Uma casa de mulheres.“porque, pela primeira vez é a realidade que se vem reunir à realidade e não um espectro a outro espectro.” (Lou Andreas Salomé)

    Por razões da vida… e que vidas! O que se vê nunca é a realidade.

    O público e o privado. A casa como espaço de fronteira para se aguentar a rua. A pessoa e a sociedade. O exercício do viver. Nunca saberemos em vida quem somos e do que somos capazes. Os outros obrigam-nos à definição. A revelação de memórias e segredos antigos explodem na cabeça dos vivos. Uma sensação de “fim dos tempos” como na tragédia grega. E em que a eutanásia, a conjugalidade, a moral, a ética, o estatuto da mulher e do homem são pequenos flutes tragados e directos ao fígado.

    Um tapete estendido por Ibsen, numa atmosfera branca, para darmos largas às nossas mais verdadeiras e profundas realidades da alma.

    Espectros? Espíritos!

    Rui Madeira 

    Encenação e dramaturgia: Rui Madeira | cenografia: Alberto Péssimo e Jorge Gonçalves | Figurinos: Manuela Bronze | Responsável técnico: Lele Dentoni |Elenco: Tiziana Martucci, Simeoni latini, Stefano Cancellu, Ana Cruz, Giuseppe Boy de Akroama

    Duração prevista: 1h40


Quarta e Quinta
21:30
Sala Principal
M12
10 €
Cartão Quadrilátero
5 €

24 de setembro, 15h00 - Sessão para público escolar

Companhia de Teatro de Braga

Uma casa de homens ausentes. Uma casa de mulheres.“porque, pela primeira vez é a realidade que se vem reunir à realidade e não um espectro a outro espectro.” (Lou Andreas Salomé)

Por razões da vida… e que vidas! O que se vê nunca é a realidade.

O público e o privado. A casa como espaço de fronteira para se aguentar a rua. A pessoa e a sociedade. O exercício do viver. Nunca saberemos em vida quem somos e do que somos capazes. Os outros obrigam-nos à definição. A revelação de memórias e segredos antigos explodem na cabeça dos vivos. Uma sensação de “fim dos tempos” como na tragédia grega. E em que a eutanásia, a conjugalidade, a moral, a ética, o estatuto da mulher e do homem são pequenos flutes tragados e directos ao fígado.

Um tapete estendido por Ibsen, numa atmosfera branca, para darmos largas às nossas mais verdadeiras e profundas realidades da alma.

Espectros? Espíritos!

Rui Madeira 

Encenação e dramaturgia: Rui Madeira | cenografia: Alberto Péssimo e Jorge Gonçalves | Figurinos: Manuela Bronze | Responsável técnico: Lele Dentoni |Elenco: Tiziana Martucci, Simeoni latini, Stefano Cancellu, Ana Cruz, Giuseppe Boy de Akroama

Duração prevista: 1h40


Outros espetáculos
11 de Setembro a 31 de Outubro 2020 / Outros
ENCONTROS DA IMAGEM - Exposição Omar Imam
Ver maisVer mais
26 de Setembro 2020 / Música
RUI MASSENA
Ver maisVer mais
28 de Setembro 2020 / Cinema
ÉTÉ 85
Ver maisVer mais
Ver todos os espetáculos
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
O Theatro Circo de Braga, S.A., usa cookies no seu site apenas para registo do idioma selecionado pelo utilizador e para verificar se o utilizador aceitou a cookie. Se continuares a usar este site, assumimos que aceitas de bom grado estas cookies.