Agenda e Bilheteira
  •  
     
    7 QUINTAS FELIZES - TAINÁ
    2 de Julho 2020
  • Programa
  • Quinta
    21:10
    Sala Principal
    M6
    7 €
    Cartão Quadrilátero
    3,5 €
    Nasceu na cidade de Nova Marabá, no Pará, o segundo maior estado do Brasil. Foi aí que começou a crescer Tainá, orgulhosa da sua descendência indígena, transmitida por ambos os progenitores. Morou “em muitos lugares do Brasil”, circunstância que considera decisiva para uma aculturação múltipla e até para contactar os mais variados “sotaques”. Mas quase apetece anunciar que a sua “casa” sempre foi a música.
    Espanta perceber que tudo o que Tainá canta no seu primeiro álbum (com duas co-autorias de permeio) é composto, escrito, desenhado e, sobretudo, sentido por uma só pessoa. Mais: por alguém que está a chegar à exposição pública, que se estreia em disco, conseguindo à primeira o que tantos perseguem uma vida inteira.
    Com uma doçura que perturba, com uma “visão periférica” do(s) seu(s) mundo(s), Tainá não foge das suas realidades, nem finta a solidão, as contradições, os anseios, os impulsos, os desejos, que são comuns a toda a gente, mas que nem todos sabem expressar desta forma. Percebe-se, daquilo que fica à disposição, que esta artista que agora nos fica próxima vai crescer, e muito.

Quinta
21:10
Sala Principal
M6
7 €
Cartão Quadrilátero
3,5 €
Nasceu na cidade de Nova Marabá, no Pará, o segundo maior estado do Brasil. Foi aí que começou a crescer Tainá, orgulhosa da sua descendência indígena, transmitida por ambos os progenitores. Morou “em muitos lugares do Brasil”, circunstância que considera decisiva para uma aculturação múltipla e até para contactar os mais variados “sotaques”. Mas quase apetece anunciar que a sua “casa” sempre foi a música.
Espanta perceber que tudo o que Tainá canta no seu primeiro álbum (com duas co-autorias de permeio) é composto, escrito, desenhado e, sobretudo, sentido por uma só pessoa. Mais: por alguém que está a chegar à exposição pública, que se estreia em disco, conseguindo à primeira o que tantos perseguem uma vida inteira.
Com uma doçura que perturba, com uma “visão periférica” do(s) seu(s) mundo(s), Tainá não foge das suas realidades, nem finta a solidão, as contradições, os anseios, os impulsos, os desejos, que são comuns a toda a gente, mas que nem todos sabem expressar desta forma. Percebe-se, daquilo que fica à disposição, que esta artista que agora nos fica próxima vai crescer, e muito.

Outros espetáculos
16 de Julho 2020 / Música
7 QUINTAS FELIZES - ANDRÉ HENRIQUES
Ver maisVer mais
17 a 31 de Julho 2020 / Teatro
AS TROIANAS
Ver maisVer mais
20 de Julho 2020 / Cinema
O CHARME DISCRETO DA BURGUESIA (Le Charme discret de la bourgeosie)
Ver maisVer mais
Ver todos os espetáculos
Seta Submit Seta Email Facebook Facebook Twitter Instagram Pintrest Vimeo Yootube Soundcloud Soundcloud Soundcloud
O Theatro Circo de Braga, S.A., usa cookies no seu site apenas para registo do idioma selecionado pelo utilizador e para verificar se o utilizador aceitou a cookie. Se continuares a usar este site, assumimos que aceitas de bom grado estas cookies.